CRO - SP e a proteção à população

20/03/2017 - Os cirurgiões-dentistas podem ser multiplicadores dessa mensagem de combate à comercialização de produtos odontológicos falsos ou irregulares.

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp), assim como as autarquias de todos os demais estados brasileiros, tem como principal função a fiscalização da ética e do exercício legal da profissão. As ações fiscalizatórias revertem-se diretamente na formação de um ambiente favorável à atuação dos cirurgiões-dentistas e, consequentemente, na maior valorização da profissão. Ao final do processo, o que observamos é também um enorme serviço público, de proteção à Saúde Bucal e ao bem estar da população.

Um dos exemplos mais recentes da atuação do Crosp visando à proteção da sociedade foi a assinatura do Termo de Cooperação com a plataforma de compras online Mercado Livre, firmada em fevereiro. O objetivo é combater a venda de produtos odontológicos irregulares. O acordo resultou na remoção de mais de 200 anúncios de itens que poderiam colocar em risco a saúde dos pacientes, por serem falsos ou vendidos sem a prescrição odontológica, prática proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANS).

A maior parte dos anúncios removidos referia-se à comercialização de clareadores dentais em formatos diversos como, por exemplo, os kits, géis, canetas e até mesmo soluções caseiras. Todo esse material, se usado sem indicação profissional, pode causar sérios danos à boca dos pacientes. Portanto, a remoção dos anúncios é motivo de comemoração. A intenção do Conselho é utilizar essa cooperação como exemplo para que novas parcerias do tipo possam ser firmadas.

Ações semelhantes estão sendo realizadas no combate à venda de produtos ortodônticos falsos e de materiais piratas para implantes. O Crosp flagrou diversos casos de exercício ilegal da profissão. Em razão disso, foram firmadas parcerias com a Polícia Civil de São Paulo que, com as equipes de fiscalização do Conselho, tem fechado o cerco à comercialização do material pirata e aos indivíduos que exercem a profissão de forma ilegal.

Para que nossa luta tenha efetivo sucesso, precisamos contar com a conscientização da população no entendimento de que a compra de tais produtos é muito prejudicial. Cada cidadão que adquire os produtos ilegais contribui para manter vivo o mercado irregular e coloca em risco a Saúde Bucal de milhões de brasileiros. Os cirurgiões-dentistas podem ser multiplicadores dessa mensagem de combate à comercialização de produtos odontológicos falsos ou irregulares.

Já temos motivos para comemorar. Juntos, podemos avançar ainda mais!

Fonte: http://odiariodemogi.com.br/crops-e-a-protecao-a-populacao/
 
Para entrar em contato
Fone:
11 - 4436.8794